Samba do avião

Mesmo sendo apaixonado por videogames (como vocês já devem ter percebido), há épocas em que perco quase que completamente a vontade de jogar. Mesmo com diversos jogos na prateleira, parece que nenhum é interessante, mas a sensação que tenho nesses momentos é que eu estou sem paciência para me dedicar a algum título.

Mas na vida de um gamer existe uma situação ainda pior do que essa: querer jogar e não poder, seja por falta de jogos ou pelo horário que não se encaixa e a alguns dias venho sofrendo com este segundo caso.

Read more about Samba do avião

Em má companhia (de novo!)

Eu adorei o Battlefield: Bad Company. Embora o game não tivesse nenhum ponto de grande destaque, gostei de sua jogabilidade e me diverti bastante durante toda a campanha principal. Resolvi então apostar em sua sequência, já que esta havia recebido muitos elogios e após terminá-lo, cheguei a conclusão de que aquilo que já era bom ficou muito, mas muito melhor.

Para começar tenho que elogiar o trabalho da DICE com o motor Frostbyte. O primeiro jogo já era muito bonito, apesar de seus cenários repetitivos contarem pontos contra a engine, mas com sua atualização para a versão 1.5 os suecos conseguiram mostrar do que ela era capaz. Indo do deserto a florestas tropicais, passando por cidades e montanhas congeladas, não há como enjoar dos lugares que visitamos.

Read more about Em má companhia (de novo!)