O interessante sistema de controles do Eon Altar

eon-altar-2

Eu sempre me interessei por jogos que tentam nos entregar uma maneira diferente de os experimentarmos e quando ouvi falar do Eon Altar, fiquei encucado com a maneira como seus criadores idealizaram sua mecânica. Isso porque mesmo sendo um RPG para computador que está à venda no Steam, ele não pode ser jogado com  tradicional dupla teclado e mouse ou mesmo com controles, mas sim com um celular. A ideia imediatamente me pareceu bacana e então resolvi dar uma chance ao game.

Após entrar no jogo e abrirmos o aplicativo no smartphone (Android ou iOS), todos os comandos passarão a ser feitos por este dispositivo. Por lá teremos acesso ao inventário, ao log de missões e até mesmo aos movimentos do personagem, bastando mover o dedo pela tela para indicarmos para onde ele deverá seguir.

A grande sacada está no fato de o jogo ser mais recomendado para partidas multiplayer locais com até quatro pessoas e como cada personagem será controlado por um celular. Isso permite que os jogadores optem por guardar dos outros e até que vivamos toda a aventura sem que os demais saibam exatamente o que estamos fazendo.

eon-altar

Essa característica faz com que o título tenha um enorme potencial para divertir durante aquelas reuniões com amigos e se você tem um grupo que entende inglês e gosta do gênero, provavelmente passará um bom tempo no mundo Eon Altar.

Eu só gostaria que a criação da Flying Helmet Games oferecesse um sistema de criação de personagens e que o jogo fosse traduzido para o nosso idioma, tornando-o assim bem mais acessível. Além disso, é uma pena o Wii U não ter dado certo, já que evidentemente o controle daquele videogame seria ideal para receber um jogo como o Eon Altar.

PS: se um dia uma empresa maior surgir com uma ideia parecida com essa e criar um jogo que venha a se torna um enorme sucesso, lembre de onde eles tiraram inspiração.

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.