O renascimento de um mito

Obrigado Sega! Depois de causar tantas decepções naqueles que cresceram vendo o ouriço azul correr triunfante em vários jogos do Mega Drive, eu não poderia começar uma análise sobre o Sonic Generations de outro jeito que não fosse agradecendo a desenvolvedora japonesa.

Durante muito tempo a Sega conseguiu o que parecia impossível, só lançar jogos ruins com o seu principal mascote e quando o último deles foi anunciado, até tive a sensação de que poderia sair algo bom dali, mas preferi ficar com o pé atrás. Logo surgiram boas análises sobre o Generations e a minha vontade de jogá-lo aumentou e depois de ter feito isso, posso dizer que se este não é o melhor Sonic já criado, ao menos mostrou que a empresa reencontrou o caminho certo.

Quem imaginaria que um dia veríamos essa fase com gráficos assim?

A qualidade mais evidente do jogo, é lógico, são seus gráficos. Caramba, que trabalho fantástico fizeram os responsáveis pelo game ao transpor estágios clássicos para as três dimensões. Não me refiro aqui as versões alternativas das fases, quando controlamos o Sonic em terceira pessoa, mas sim a boa e velha jogabilidade em 2D, com tudo construído com polígonos, ou como alguns gostam de chamar, o 2.5D.

Um detalhe muito interessante é que com exceção dos chefes, todas as fases podem ser jogadas no estilo tradicional, com o personagem se locomovendo da esquerda para a direita, ou num estilo mais moderno, parecido com as fases do Sonic Adventure para o Dreamcast, ou seja, a câmera ficará colocada sobre suas costas e caberá ao jogar saltar e mover-se lateralmente na “pista”.

Eu sinceramente nunca imaginei que diria isso e talvez alguns fiquem bravo comigo, mas acho que gostei mais dos estágios quando jogados em três dimensões do que da maneira tradicional. Dessa forma a sensação de velocidade é fantástica, quase transformando-o em um jogo de corrida e o design dos estágios proporciona situações muito legais, dignas de nos deixar de queixo caído e exigindo concentração total.

Sim, eu me diverti muito jogando com a câmera desta maneira

Há de se mencionar ainda a física do game, que funciona muito bem em ambos os estilos de jogabilidade, só achei um tanto desnecessárias as habilidades que podemos comprar com os pontos adquiridos ao concluirmos as fases e também não gostei muitos dos desafios liberados após completarmos as fases, já que me deixaram com a sensação de que estão ali apenas para aumentar a vida útil do jogo.

Por fim, a trilha sonora segue a qualidade da série, mesmo porque são quase todas reaproveitadas, mas até as versões remixadas dos clássicos ficaram muito legais e parabéns à Sega por não ter cometido o erro de dublar a versão antiga do personagem.

Resumindo, Sonic Generations é um jogo que consegue agradar aos fãs old school, assim como os mais novos, trazendo a jogabilidade 2D para a alta definição e entregando bons controles para a parte 3D, mas o grande mérito talvez esteja no fato de a desenvolvedora ter resgatado o brilho de um dos principais personagens da indústria.

O pessoal da Sega caprichou ou não nos cenários?

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.
  • Bruno Julião

    Pena q eu deixei passar essa promo no steam… Faz parte 🙁

    • Peguei nela mesmo e acho que o jogo vale bem mais que os US$ 10 que estavam cobrando.

  • Cara, depois dos clássicos de Mega Drive este é o Melhor Sonic, disparado, os gráficos estão fantásticos mesmo, um trabalho e tanto, fases muito bem feitas, as clássicas então, nem se fala!

    Fui obrigado a comprar pela PSN, depois de jogar a DEMO, que já te deixa com um belo gostinho de quero mais.

    Até hoje me pergunto como foram deixar ele decair tanto, a ponto de dizer a mim mesmo que não haveria um outro Sonic digno de ser jogado e admirado, pois, eis que do fundo do mar surge este.

    Vale a pena cada centavo, quem tiver oportunidade, que jogue, não vai se arrepender.
    My recent post Katipsoi Zunontee e sua obra magnifica

  • Cristiano

    Eu achei que o controle está meio ruim. Tem um pouco de atraso na resposta pra pular. Alguém mais percebeu isso? Fora isso o jogo é muito bom mesmo.

  • Comprei na promo do Steam e ainda não joguei, mas tinha jogado o demo e, nossa, fiquei de cara. Estou com boas expectativas em relação a esse jogo 🙂

    • Pois é, eu também gostei muito da demo e por isso tinha medo de me decepcionar, mas aconteceu justamente o contrário, o jogo ficou muito legal.

  • Engraçado que nunca joguei um Sonic na vida (é, é triste), mas agora fiquei com muita vontade de conhecer este!

  • Muito bom mesmo Dori. Tive pouco tempo de jogá-lo esses dias, mas o pouco que joguei, gostei demais 😀
    Finalmente a saga do porco espinho veloz recebeu uma versão que se preze. 😀
    My recent post O inesquecível Nintendo 64

  • Pingback: Links da semana | Who's Nerd?()

  • gandrye

    Tem versões para Xbox 360?

  • Profeta

    e uma versão exclusiva para o 3DS, com fases diferentes, claro que não da pra comparar os gráficos
    mas ficou muito bom, acabei de zera-lo hoje, e peguei ele na segunda ^^

  • Gamer Caduco

    Dori Prata, minha reação com Sonic Generations foi exatamente igual a sua. Comecei com um pé atrás, depois conheci o demo do act 1 da Green Hill Zone e fiquei mais esperançoso, quando saiu o demo do act 2 eu já fiquei mais empolgado e quando li as boas análises, aí que fiquei empolgado pra comprar (apesar que ganhei de presente da patroa).
    Sobre qual dos dois modos é melhor, não consigo dizer que o clássico ou o moderno é melhor, eu acho que depende muito da fase. Gostei muito de ambos. Alguns desafios são mesmo chatos, aliás, todos eles eu joguei até completar e depois não joguei novamente. Agora as fases…
    E concordo plenamente sobre as músicas e a ausência de voz do Sonic "gordinho". Finalmente a Sega acertou a mão, né?
    Off topic: não conhecia este blog, embora eu acompanhe o Meio Bit Games há um tempão, só reparei ontem no link para o Vida de Gamer. Por isso o comentário em um post mais antigo (porém com um assunto que me interessa bastante).

    • Opa, valeu e seja muito bem vindo. Aqui é um espaço mais pessoal mesmo, sem muitas obrigações e não repare o blog estar um pouco arado, é que não tem sobrado muito tempo para jogar e não recebi jogos nos últimos dias, mas isso deve mudar em breve.

  • Pingback: Sonic ganhará livro contando sua história | Ciencia & Tecnologia()